Pular para o conteúdo principal

Metáforas...

Metáforas...

Era uma vez um grupo de animais que quis fazer
alguma coisa para resolver os problemas do mundo.
Para isto, eles organizaram uma escola.
A escola dos bichos estabeleceu um currículo
de matérias que incluía correr, subir em árvores,
em montanhas, nadar e voar.
Para facilitar as coisas, ficou decidido que todos
os animais fariam todas as matérias.
O pato se deu muito bem em natação; até melhor
que o professor!
Mas quase não passou de ano na aula de vôo,
e estava indo muito mal na de corrida.
Por causa de suas deficiências, ele precisou deixar
um pouco de lado a natação e ter aulas extras de corrida.
Isto fez com que seus pés de pato ficassem
muito doloridos, e o pato já não era mais
tão bom nadador como antes.
Mas estava passando de ano, e este aspecto de sua
formação não estava preocupando a ninguém
- exceto claro, ao pato.
O coelho era de longe o melhor corredor, no princípio,
mas começou a ter tremores nas pernas de tanto tentar
aprender natação.
O esquilo era excelente em subida de árvore,
mas enfrentava problemas constantes na aula de vôo,
porque o professor insistia que ele precisava decolar
do solo, e não de cima de um galho alto.
Com tanto esforço, ele tinha câimbras constantes,
e foi apenas "regular" em alpinismo, e fraco em corrida.
A águia insistia em causar problemas, por mais que
a punissem por desrespeito à autoridade.
Nas provas de subida de árvore era invencível,
mas insistia sempre em chegar lá da sua maneira...
Na natação deixou muito a desejar....

Moral da história
Cada criatura tem suas capacidades e habilidades
próprias, coisas que faz naturalmente bem.
Mas quando alguém o força a ocupar uma posição
que não lhe serve, o sentimento de frustração,
desencorajamento, e até culpa, provoca mediocridade
e derrota total.
Um pato é um pato; nada mais do que um pato.
Foi feito para nadar, não para correr, e certamente
não para subir em árvores.
Um esquilo é um esquilo; nada mais do um esquilo.
Se insistirmos em afastá-lo daquilo que ele faz bem,
ou seja, subir em árvores, para que ele seja
um bom nadador ou um bom corredor,
o esquilo vai se sentir um burro.
A águia faz uma bela figura no céu, mas é ridícula
numa corrida a pé.
No chão, o coelho ganha sempre.
A não ser, é claro, que a águia esteja com fome!
O que dizemos das criaturas da floresta vale para
qualquer pessoa bem como a sua família, em particular.
Deus não nos fez iguais.
Ele nunca quis que fôssemos iguais.
Foi Ele quem planejou e projetou as nossas diferenças,
nossas capacidades especiais!!
Portanto descubra em você estas qualidades e desfrute
de sua paz interior...
Descubra seus dons naturais...

...todos nós nascemos com algum dom, e muitas
vezes a vida nos empurra para outros cantos,
outras áreas.
e quando isso acontece, começam os conflitos,
as insatisfações interiores, fazendo com que
nos deparemos com pessoas cada vez mais
desmotivadas a viver, pois a felicidade do ser humano,
está na liberdade de poder fazer o que se gosta,
desenvolvendo seus talentos com direito de expressão,
sem submeter-se aos crivos das críticas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos



Quem sabe não precisa? Um dia eu estava na frente de casa secando meu carro. Eu tinha acabado de lavar o carro e esperava minha esposa para sair para o trabalho. Vi, descendo a rua, um homem que a sociedade consideraria um mendigo. Pela aparência dele, não tinha carro, nem casa, nem roupa limpa e nem dinheiro. Tem vez que você se sente generoso mas há outras vezes que você não quer nem ser incomodado. Este era um dia do "não quero ser incomodado".

- Espero que não venha me pedir dinheiro. Pensei.
Não veio. Passou e sentou-se em frente, no meio-fio do ponto de ônibus e não parecia ter dinheiro nem mesmo para andar de ônibus. Após alguns minutos falou,
- É um carro muito bonito.

Sua voz era áspera mas tinha um ar de dignidade em torno dele. Eu agradeci e continuei secando o carro.
Ele ficou lá. Quieto, sentado enquanto eu trabalhava. O previsto pedido por dinheiro nunca veio. Enquanto o silêncio entre nós aumentava, uma voz…