Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 14, 2011

TOQUE DE REFLEXÃONão há maior abismo que o silêncio

Não há maior abismo que o silêncio
Entre pais e filhos não há maior abismo que o silêncio.

O silêncio da indiferença, do esquecimento, da mágoa...

Silêncios que tem início na infância, talvez até antes do nascimento, quando os pais não consideram que ali, no ventre da mãe, já existe um ser.

Embora aquele novo corpo físico ainda esteja em elaboração, ligado a ele, desde a concepção, já está o Espírito reencarnante.

Assim, toda vida psíquica e comportamental da mãe, e também do pai, terá muita influência sobre o feto.

A alma que regressa não está consciente, mas sente se é querida ou não, se há equilíbrio no lar ou não, se realmente terá um lar ou não...

Desta forma, é importante conversar, desde esses primeiros momentos, com o bebê que irá nascer.

Dizer a ele que é amado; que os pais irão preparar um lar onde reinará o carinho, a compreensão; que estão cientes da missão que estão recebendo e vão se esforçar para serem bem sucedidos.

Os carinhos na barriga, os beijos suaves, as canções …