quinta-feira, 29 de setembro de 2011

NOME ESCRITO NO CÉU

Nome escrito no céu
É comum ouvir-se alguém reclamar de que está sempre sendo chamado a amparar o semelhante.
Esse apelo ao serviço do bem pode dar-se nos mais variados ambientes.
Entre os familiares, é invariavelmente o eleito para amparar os parentes mais pobres, idosos ou enfermos.
No trabalho, é quem elegem para tratar com um colega mais raivoso ou mal-humorado.
Ou então são os pedintes que a ele se dirigem com uma notável frequência.
O eleito constantemente para o serviço de socorro nem sempre entende ou gosta do que ocorre.
Mas há uma passagem evangélica que pode auxiliar a compreender esses eventos.
Nela, Jesus enviou em missão setenta discípulos, dois a dois, para os mais variados locais.
Eles retornaram jubilosos, por tudo o que tinham conseguido fazer em nome do Senhor.
Mas o Cristo disse que não deveriam se alegrar porque até os Espíritos se lhes sujeitavam.
Sua alegria deveria provir de estarem os seus nomes escritos nos Céus.
A respeito dessa passagem, a Espiritualidade Superior dá uma tocante explicação.
Segundo ela, no plano espiritual há o cuidado de observar o comportamento dos homens.
Às vezes se identifica alguém que exerce a caridade, é útil, ama ou se afervora no cumprimento do dever.
Então, por ordem do Senhor da Vida, o nome desse homem é anotado pelos Bons Espíritos.
Em caso de emergência, eles sabem a quem pedir ajuda.
Quando alguém necessita de amparo, inspiram-no a se acercar do ser humano que já aprendeu a ser solidário.
Os enfermos, os pobres e os deserdados do mundo sempre carecem de apoio e compreensão.
Os que portam desequilíbrios emocionais significativos também necessitam de quem os ouça com gentileza.
Ocorre que não são os saudáveis que precisam de remédio, mas os enfermos.
Desse modo, a criatura com condições íntimas favoráveis costuma ser chamada a prestar o seu auxílio a esses irmãos necessitados.
É mediante ela que a Providência Divina se manifesta na Terra.
Convém refletir sobre isso, antes de reclamar quando alguém pede algum auxílio.
Talvez esse pedido signifique que o seu nome foi escrito no livro dos Céus.
Trata-se de uma ocorrência que merece ser festejada, jamais lamentada.
É um júbilo ser considerado digno do bom combate.
Entre tantos que ferem e sofrem, constitui uma bênção possuir condições de ajudar.
Entretanto, se ainda não desenvolveu o hábito de ouvir, auxiliar e compreender, pode começar agora.
Disponha-se intimamente a trabalhar no bem e lentamente as oportunidades aparecerão.
Descubra o prazer de ser instrumento da Misericórdia Divina na Terra.
Quando o trabalho crescer a sua volta, quando você for chamado incessantemente a se doar, alegre-se.
Seu nome foi escrito no livro dos Céus!

Arquivos das Mensagens...