Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 13, 2011

Muitos começos e poucos terminos

Você não precisa observar muito para descobrir que muitas pessoas são peritas em iniciar coisas, mas quase nunca terminam nada. Começam a academia e param alguns meses depois, iniciam o regime e param no meio, começam a escrever o livro e não terminam, engatam um romance e perdem o ritmo, abrem uma empresa e fecham antes mesmo de dar certo, entre outros exemplos.

Assim, a vida fica com muitos começos e poucos términos, como um corredor que nunca alcança a chegada. A razão para isso acontecer tem as mais diversas origens. Muitos culpam a falta de tempo, a perda de interesse, a dificuldade de levar adiante, a mudança de planos ou o simples fato de desistirem.

Costumo ouvir as mais diversas desculpas para isso acontecer, mas, fundamentalmente, elas se resumem a uma tríade de fatores: falta de relevância, falta de foco e autossabotagem.

Se começamos algo que não é importante de fato, que não tem uma real importância, mais cedo ou mais tarde, iremos desistir. Às vezes, pela urgência do mom…