Pular para o conteúdo principal

Meu Pai é o Piloto

Enquanto aguardava seu avião,ele observava um menino que estava sozinho,na sala de espera do aeroporto. Quando o embarque começou,o menino foi colocado na frente da fila para entrare encontrar seu assento antes dos adultos.Ele entrou no aviãoe viu que o menino estava sentado ao lado de sua poltrona. O menino foi cortês, quando ele puxou conversa e,em seguida, começou a passar o tempo colorindo um livrinho.Ele não demonstrava ansiedade ou preocupação com o avião,enquanto os preparativos para a decolagem estavam sendo feitos. Durante o vôo, o avião entrou numa tempestade muito forte,o que fez com que a aeronave balançasse como uma pena ao vento.A turbulência e as sacudidas bruscas assustaram alguns dos passageiros,mas o menino parecia encarar tudo com a maior naturalidade. Uma das passageiras, sentada do outro lado do corredor,ficou preocupada com aquilo tudo e perguntou ao menino: - Você não está com medo? O menino respondeu com um sorriso lindo no rosto:Não senhora, não tenho medo, "O MEU PAI É O PILOTO".

Comentários: Existem situações na vida que lembram um avião, passando por uma forte tempestade. Se por acaso você tenta e mesmo assim não consegue se sentir seguro, se você está com a sensação de estar pendurado no ar, sem nada para lhe sustentar, se você está se sentindo sem apoio, se você sentir que está passando por situações de perigo lembre-se: "O SEU PAI É O PILOTO". E apesar das circunstâncias, por piores que elas pareçam, lembre-se de que o criador do céu e da terra é quem está no controle de tudo, exatamente por isso não há porque temer. "O SEU PAI É O PILOTO

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos



Quem sabe não precisa? Um dia eu estava na frente de casa secando meu carro. Eu tinha acabado de lavar o carro e esperava minha esposa para sair para o trabalho. Vi, descendo a rua, um homem que a sociedade consideraria um mendigo. Pela aparência dele, não tinha carro, nem casa, nem roupa limpa e nem dinheiro. Tem vez que você se sente generoso mas há outras vezes que você não quer nem ser incomodado. Este era um dia do "não quero ser incomodado".

- Espero que não venha me pedir dinheiro. Pensei.
Não veio. Passou e sentou-se em frente, no meio-fio do ponto de ônibus e não parecia ter dinheiro nem mesmo para andar de ônibus. Após alguns minutos falou,
- É um carro muito bonito.

Sua voz era áspera mas tinha um ar de dignidade em torno dele. Eu agradeci e continuei secando o carro.
Ele ficou lá. Quieto, sentado enquanto eu trabalhava. O previsto pedido por dinheiro nunca veio. Enquanto o silêncio entre nós aumentava, uma voz…