Pular para o conteúdo principal

CONTRÁRIOS...

Imagine um inimigo como um benfeitor!
Ele vê em você qualidades que nem você vê!
É como o invejoso, ele sonha com coisas que você tem e nem sempre dá valor.
Por isso, leve a vida com mais alegria, saboreando cada pedaço das conquistas, sejam elas morais, fisicas ou materiais. Muita gente enxerga em você qualidades, defeitos, histórias, casos e até calúnias que não lhe pertencem, mas é a imagem que você deixa, porque as vezes fala demais, outras vezes fala de menos, ou anda sempre com a cara fechada, ou ri demais...
Tudo é motivo paara te julgarem, e isso não é horrível?
Então, se você acha que é um horror ser julgado pelo que aparenta, ser invejado até pelo que não tem, examine-se, e veja se você também não anda fazendo a mesma coisa.

Será que você não anda valorizando demais, algo que nem merece a sua atenção?
Será que esse problema que você julga ser um "problemão", não é apenas uma preocupação que você queria evitar?
Será que essa montanha que você enxerga não é apenas um montinho metido a besta?
Examine-se rapidamente e descubra-se!
Você tem muito mais para dar, tem mais para aprender, tem muito para ensinar, mas tem que se gostar!
Tem que se valorizar, não se comparar, ser um pouco melhor a cada dia, crescendo na certeza de que você é do bem.
Você acaba sendo espelho para muita gente, por isso, capriche na fisionomia, arrume o seu melhor sorriso, ajeite os cabelos, e diga para a vida:
Com licença que eu vou passar!
Afinal de contas, você nasceu para brilhar!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos



Quem sabe não precisa? Um dia eu estava na frente de casa secando meu carro. Eu tinha acabado de lavar o carro e esperava minha esposa para sair para o trabalho. Vi, descendo a rua, um homem que a sociedade consideraria um mendigo. Pela aparência dele, não tinha carro, nem casa, nem roupa limpa e nem dinheiro. Tem vez que você se sente generoso mas há outras vezes que você não quer nem ser incomodado. Este era um dia do "não quero ser incomodado".

- Espero que não venha me pedir dinheiro. Pensei.
Não veio. Passou e sentou-se em frente, no meio-fio do ponto de ônibus e não parecia ter dinheiro nem mesmo para andar de ônibus. Após alguns minutos falou,
- É um carro muito bonito.

Sua voz era áspera mas tinha um ar de dignidade em torno dele. Eu agradeci e continuei secando o carro.
Ele ficou lá. Quieto, sentado enquanto eu trabalhava. O previsto pedido por dinheiro nunca veio. Enquanto o silêncio entre nós aumentava, uma voz…