Pular para o conteúdo principal

Mensagem do Dia...

De Tudo, um Pouco
Que você tenha de tudo um pouco:Sensibilidade Para não ficar indiferente diante das belezas da vida. Coragem Para colocar a timidez de lado e poder realizar o que tem vontade.
Solidariedade Para não ficar neutro diante do sofrimento da humanidade. Bondade Para não desviar os olhos de quem te pede uma ajuda. Tranqüilidade Para quando chegar ao fim do dia, poder deitar e dormir o sono dos anjos. Alegria Para você distribuí-la, colocando um sorriso no rosto de alguém.
Humanidade Para você reconhecer aquilo que você não é. Amor Próprio Para você perceber suas qualidades e gostar do que vê por dentro. Fé Para te guiar, te sustentar e te manter de pé. Sinceridade Para você ser verdadeiro, gostar de você mesmo e viver melhor.
Felicidade Para você descobri-la dentro de você e doá-la a quem precisar. Amizade Para você descobrir que, quem tem um amigo, tem um tesouro. Esperança Para fazer você acreditar na vida e se sentir uma eterna criança. Sabedoria Para entender que só o Bem existe, o resto é ilusão.
Desejo Para alimentar o seu corpo, dando prazer ao seu espírito. Sonhos Para poder, todos os dias, alimentar a sua alma. Amor Para você ter alguém para amar e sentir-se amado. Para você desejar tocar uma estrela, sorrir pra lua. Sentir que a vida é bela, andando pela rua. Para você descobrir que existe um sol dentro de você.
Para você se sentir feliz a cada amanhecer e saber que o Amor é a razão maior... para viver. Mas se você não tiver um amor, que nunca deixe morrer em você, a procura... o desejo de o encontrar.
Boa Semana

Comentários

  1. oi adriano aqui e a kathyn eu quero que vc mande uma musica para aline laura bruno sandro jack wilma je li pai ju o nome da musica e selinho na boca latino e perla bjs kathryn

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos



Quem sabe não precisa? Um dia eu estava na frente de casa secando meu carro. Eu tinha acabado de lavar o carro e esperava minha esposa para sair para o trabalho. Vi, descendo a rua, um homem que a sociedade consideraria um mendigo. Pela aparência dele, não tinha carro, nem casa, nem roupa limpa e nem dinheiro. Tem vez que você se sente generoso mas há outras vezes que você não quer nem ser incomodado. Este era um dia do "não quero ser incomodado".

- Espero que não venha me pedir dinheiro. Pensei.
Não veio. Passou e sentou-se em frente, no meio-fio do ponto de ônibus e não parecia ter dinheiro nem mesmo para andar de ônibus. Após alguns minutos falou,
- É um carro muito bonito.

Sua voz era áspera mas tinha um ar de dignidade em torno dele. Eu agradeci e continuei secando o carro.
Ele ficou lá. Quieto, sentado enquanto eu trabalhava. O previsto pedido por dinheiro nunca veio. Enquanto o silêncio entre nós aumentava, uma voz…