Pular para o conteúdo principal

Mensagem do Dia.

Um sorriso

Ela sorriu descontraída para um triste desconhecido que passava.
O sorriso dela fez com que ele se sentisse muito melhor.

Ele lembrou-se de uma bondade passada de um amigo e lhe escreveu uma
carta de agradecimento. O amigo ficou tão satisfeito com o agradecimento
que deu uma grande gorjeta após o almoço.

A garçonete, surpreendida pelo tamanho da gorjeta, apostou tudo confiando
em um pressentimento. No dia seguinte descobriu que ganhara e deu boa parte
a um mendigo na rua.

O mendigo ficou agradecido; por dois dias não tinha o que comer. Depois que
terminou seu jantar, ele foi para seu sujo e pequeno quarto nos fundos de
uma casa (Não sabia que iria enfrentar a morte).

No caminho recolheu um filhote de cachorro que tremia de frio e o levou, nos
braços, para casa e o cãozinho começou a se aquecer.
O filhote de cachorro ficou muito agradecido por estar protegido do frio.

Naquela noite a casa pegou fogo. O filhote de cachorro latiu dando o alarme.
Latiu até que acordou a casa inteira e salvou todos. Um dos meninos que
se salvou cresceu, estudou e tornou-se presidente.

Tudo isto por causa de um simples sorriso. E isso não custou nem um centavo.

Então? ta esperando o que? Se alguém estiver nesse momento se aproximando de você,
experimente, dê aquele sorriso simples, alegre e faceiro.

Bom dia à todos e um bom fim de semana, nos encontramos na segunda-feira!!!

Adriano Carlos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos



Quem sabe não precisa? Um dia eu estava na frente de casa secando meu carro. Eu tinha acabado de lavar o carro e esperava minha esposa para sair para o trabalho. Vi, descendo a rua, um homem que a sociedade consideraria um mendigo. Pela aparência dele, não tinha carro, nem casa, nem roupa limpa e nem dinheiro. Tem vez que você se sente generoso mas há outras vezes que você não quer nem ser incomodado. Este era um dia do "não quero ser incomodado".

- Espero que não venha me pedir dinheiro. Pensei.
Não veio. Passou e sentou-se em frente, no meio-fio do ponto de ônibus e não parecia ter dinheiro nem mesmo para andar de ônibus. Após alguns minutos falou,
- É um carro muito bonito.

Sua voz era áspera mas tinha um ar de dignidade em torno dele. Eu agradeci e continuei secando o carro.
Ele ficou lá. Quieto, sentado enquanto eu trabalhava. O previsto pedido por dinheiro nunca veio. Enquanto o silêncio entre nós aumentava, uma voz…