Pular para o conteúdo principal

Mensagem do Dia...22/Set/2009

Diga ao vento

Feche os olhos, pense no que mais deseja. Sinta-se realizando o sonho mais antigo,
sinta-se cercado pelas pessoas que mais ama. Por instantes deixe-se levar pela
solução, por alguns minutos esqueça os problemas, deixe-se levar pela vitória...

Hoje, agora, por esse tempo de vida, deixe-se banhar pelo sentimento de realização,
deixe a alma sorrir, ame profundamente o que é seu, respeite-se, compreenda-se, valorize-se!

O Deus que você tanto procura habita em você. Faça um minuto de silêncio pela dor,
enterre agora o seu passado, viva o presente que podemos transformar, mude o futuro
que se abre agora... Diga ao vento que passa, com todas as letras e sons, aquilo
que você deseja. O vento passa e leva seus desejos, e por fazer uma volta no mundo,
ele passa de novo por aqui, trazendo a concretização de cada sonho.

Por isso, cuide do que pensa, examine o que deseja, e diga para o vento, o que você
mais quer. Feche os olhos, deixe a Luz habitar em você, hoje é o dia mais que perfeito para ser feliz!

Uma semana bem perfeita para ser feliz!!Junto, uma nova esperança, com o perfume das flores e o colorido da vida...
Te dando forças, fé, em um amanha muito mais feliz
Bom dia para você e sua familia!!
Adriano Carlos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos

MENSAGEM do dia 19 de novembro na voz de Adriano Carlos



Quem sabe não precisa? Um dia eu estava na frente de casa secando meu carro. Eu tinha acabado de lavar o carro e esperava minha esposa para sair para o trabalho. Vi, descendo a rua, um homem que a sociedade consideraria um mendigo. Pela aparência dele, não tinha carro, nem casa, nem roupa limpa e nem dinheiro. Tem vez que você se sente generoso mas há outras vezes que você não quer nem ser incomodado. Este era um dia do "não quero ser incomodado".

- Espero que não venha me pedir dinheiro. Pensei.
Não veio. Passou e sentou-se em frente, no meio-fio do ponto de ônibus e não parecia ter dinheiro nem mesmo para andar de ônibus. Após alguns minutos falou,
- É um carro muito bonito.

Sua voz era áspera mas tinha um ar de dignidade em torno dele. Eu agradeci e continuei secando o carro.
Ele ficou lá. Quieto, sentado enquanto eu trabalhava. O previsto pedido por dinheiro nunca veio. Enquanto o silêncio entre nós aumentava, uma voz…